Roma – parte 2

E vamos em frente com essa cidade maravilhosa!

Um dos lugares que eu mais gosto é o Monumento a Vittorio Emanuele II ou Altare della Patria, mas não sei porque as pessoas não falam muito dele. É uma construção enorme de mármore branco, com algumas esculturas de cavalos em ferro, a coisa mais linda! Vittorio Emanuele II foi o primeiro rei da Itália após a unificação, então dentro dele tem o Museu do Ressurgimento, sobre essa fase da história italiana; é bacana, mas basta uma passada meio rápida, não é grande. A graça aqui é justamente a construção, não o que tem dentro. Então entre no monumento, passe pelo museu, pela Tomba del Milite Ignoto, uma tumba que foi feita para um soldado desconhecido, mas na verdade homenageia todos os soldados mortos durante a Primeira Guerra Mundial, e continue o tour por dentro desse casarão, com escadas e estátuas maravilhosas. Quando você achar que chegou ao topo, vai ver um elevador que leva ao terraço do monumento: imperdível! É lindo e a vista é incrível!! A entrada ao monumento é gratuita, mas para subir no terraço precisa comprar um ticket no balcão ao lado do elevador (€7,00); a visita pode ser feita todos os dias das 9h30 às 19h30. Vale a pena comer por lá, tem algumas opções gostosinhas, e o ambiente é bem legal. Em frente ao monumento está a Piazza Venezia, charmosinha e um excelente lugar para fotografias!

Atrás do Monumento fica a Piazza del Campidoglio, idealizada por Michelangelo, e sempre esteve ligada ao poder e às celebrações religiosas. Hoje ela abriga a “prefeitura” de Roma, além de um dos principais cartórios, então se você for lá de manhã vai ver vários casais no seu grande dia, é bem divertido. A praça do capitólio também abriga uma igreja linda, que também estava tendo um casamento no dia que eu fui, foi legal ver um trechinho (isso é bem comum na Itália e na França).

IMG_4414

 

Você vai ver que a Piazza Venezia é como se fosse uma rotatória, e a rua que sai bem na frente, na direção do Monumento, é a uma rua bem grande, a Via del Corso, a principal rua de compras de Roma. Tem um monte de lojas, para todos os gostos e bolsos. A outra ponta dessa rua é a Piazza del Popolo (praça do povo), é uma praça divertida, nas duas vezes que eu fui tinha artistas de rua fazendo de tudo!

Nesse trecho entre a Piazza Venezia e a Piazza del Popolo, desviando tanto para a esquerda quanto para a direita da Via del Corso, estão quase todos os outros pontos turísticos de Roma. Por isso que eu digo que, se o seu físico permite, visite Roma a pé. Mas, se preferir, lá também tem aqueles ônibus tipo hop on-hop off que te leva aos pontos turísticos com bem menos caminhadas.

Aí vale fazer como quiser, pega o seu mapa de Roma e veja qual é a melhor estratégia para você, pensando em quantos dias tem para visitar a cidade, etc., mas uma opção é subir até a Piazza del Popolo passando pelos monumentos de um lado da Via del Corso e descer pelo outro, fazer metade em um dia e metade em outro… Vale tudo! Só não vale deixar de fora os lugares que vou falar agora…

Campo de Fiori não é um lugar com flores, apesar do nome, é uma praça com uma feira que tem de tudo, roupa, frutas, vários tipos de comidinhas… Se estiver com fome, é um bom lugar para comprar um lanchinho, uma idéia é uma salada de frutas prontinha e fresquinha, e ao redor da praça inteira tem bares e restaurantes também. Tem uma barraca de echarpes com muitos modelos, lindos, de boa qualidade e bom preço! E nas ruas que saem da praça tem várias lojinhas legais, mas tem uma em especial que eu AMO! No verão vende vestidinhos e blusinhas bem fresquinhos, muita coisa de seda e renda, e no inverno tem roupas de lã bem quentinhas e gostosas! Na verdade são duas lojas a uns 50 metros de distância entre cada uma, saindo da praça ficam do lado esquerdo da Via dei Giubbonari. A frente das lojas não é bonita, não chama muita atenção a não ser pela quantidade de manequins e pela bagunça típica italiana, mas juro que algumas de vocês vão gostar! Algumas porque lá só tem roupa feminina, desculpa meninos! DICA: os italianos aceitam negociações, os preços deles geralmente tem uma margem para isso e eles não se sentem ofendidos quando pedimos desconto de formos levar mais de uma peça.

Pantheon, foi construído por volta de 126 d.C., mas permanece lindo! É uma construção redonda enorme em granito, com o teto em forma de cúpula e uma abertura central. Sim, é um teto com uma abertura que foi tão bem feito há quase 2000 anos, que continua intacto, e se você for ao Pantheon em uma noite de céu limpo, a sua visão lá de dentro olhando para um céu de um azul intenso e muitas estrelas, no meio de toda aquela história, com certeza ficará para sempre na sua memória, é muito emocionante. E a entrada com todas aquelas colunas, definitivamente é bem romano! A igreja Santa Maria dei Mártiri, como também é chamado atualmente, celebra missas e casamentos hoje em dia, e desde a sua construção nunca deixou de ser usada. Ele abriga o túmulo de Rafael, o grande artista italiano, o túmulo do Vittorio Emanuele II, e de outros artistas e reis, e embora possa parecer fúnebre, não é nem um pouco, é na verdade muito bonito, e o Pantheon tem uma energia diferente, eu sei que tem muita gente que concorda comigo. Este monumento fica em uma praça, onde vale sentar uns minutinhos e simples apreciar a cultura italiana, um baita monumento com muitos restaurantes em volta. Simplesmente imperdível! A visita ao Pantheon pode ser feita de segunda a sábado das 9h às 19h30 e domingo das 9h às 18h, em feriados, das 9h às 13h.

Passe pela Piazza Navona, uma praça enorme que era, na verdade, um estádio na época da Roma antiga. Admire todas as esculturas que tem por lá, a central é a Fontana dei Quattro Fiumi, tome um gelato italiano, descanse um pouquinho… Aliás, tome muitos sorvetes italianos, eles não são famosos à toa, e são baratos!!! Passe também pela Piazza di Spagna, também grande e linda, com direito a esculturas, fonte feita por Bernini e escadaria. A Piazza della republica, ao lado da estação central de Roma (Roma termini), também é bonita e merece uma visitinha.

Fontana di Trevi deve ser um dos monumentos mais famosos da Itália, aparece em vários filmes, e é realmente muito bonita! Eu dei azar porque nas duas vezes que fui para Roma ela estava em reforma, fui no começo e bem no finalzinho (ela inaugurou uma semana depois), mas mesmo assim deu pra ver o quanto ela é majestosa! Ela é a maior fonte barroca da Itália e é linda! Vale passar por lá de dia e à noite, de dia para conseguir ver todos os detalhes, à noite porque fica impressionante com a iluminação.

Perto da Piazza del Popolo tem a Villa Borghese, um palácio pertencente a família Borghese, que fica nos Jardins da Villa Borghese. Não é imperdível, mas é um passeio bonito. Se estiver sobrando tempo, você dar uma passeada por lá para ir ou voltar de algum lugar.

Eu fui também ao Stadio dei Marmi, que faz parte do complexo do Foro Italico, que abriga também o centro de Tênis e de Natação, e fica ao lado do Estádio Olímpico de Roma. Fui parar lá porque meu namorado e nosso amigo viram o estádio quando estávamos no topo do Altare della Patria, e decidiram tentar visitar o estádio. Quando chegamos lá, descobrimos que não dava para entrar no estádio porque ia ter jogo no dia, mas conseguimos entrar no Stadio di Marmi, que é onde acontecem as competições de atletismo em Roma. É legal porque o campo é circundado por 60 estátuas de mármore de atletas, bem romano, bem bonito.

IMG_4436

Tem dois lugares que eu não fui em Roma, porque não achei informações que me dissessem que eram legais, mas que hoje me arrependo de não terem sido pontos imperdíveis das minhas viagens, com certeza vou voltar para Roma para ir neles: Castel Sant’Angelo e Basílica Santa Maria Maggiore. Pelas fotos que vi na internet, são lindos! Dêem uma olhada e vejam se acham que vale a pena a inclusão deles no seu roteiro.

Esses são os pontos principais de Roma, além do Vaticano (que vem no próximo post), mas a minha dica é: reserve uns 4 dias para Roma, para que você consiga fazer tudo que é imperdível e ainda tenha tempo para caminhar tranquilamente e admirar tudo que aparecer na sua frente. E esses são os pontos imperdíveis para mim, mas cada um tem gostos e interesses diferentes, então pode valer a pena dar uma olhada em museus, em outras igrejas, em tours guiados para quem prefere… A viagem tem que ser a cara do viajante!

Boa viagem!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s